Curso online para desenvolver aplicativos para iPhone e iPad

Curso online para desenvolver aplicativos para iPhone e iPad

A Universidade de Stanford está disponibilizando um curso online e gratuito para o desenvolvimento de aplicativos para iPhone e iPad. Atualmente são 25 videos para você assistir pelo iTunes. É necessário ter experiência com programação C e alguma familiaridade com o UNIX e ferramentas de edição gráfica.

Cientistas criam menor computador do mundo

O menor computador do mundo foi lançado recentemente. Os pesquisadores afirmam que ele é o primeiro sistema de computação completo em escala de milímetros – o aparelho tem o tamanho da letra “N” nessa frase. O sistema é voltado para aplicações médicas. O protótipo é um monitor implantável de olho que acompanha continuamente o progresso de pacientes com glaucoma, doença potencialmente cegante. Em um pacote que é um pouco mais de um milímetro cúbico, o sistema possui um microprocessador de baixa potência e um sensor de pressão, uma memória, uma bateria de filme fino, uma célula solar e um...

Esfera Gigante permite visualizações em 3D

Esfera Gigante permite visualizações em 3D

Pesquisadores agora podem contemplar em detalhes o intangível. Um globo de três andares de altura, possibilita visualizações interativas em 3D de dados.

A leitura, uma notável atividade neurológica

A leitura, uma notável atividade neurológica

“Eu podia ver que as letras que o compunham eram as 26 letras do alfabeto inglês com as quais eu estava habituado. Só que agora, quando eu as focalizava, ora pareciam cirílico, ora coreano”. O que ele tinha era uma “alexia sem agrafia”, uma cegueira para palavras. Ora, ler e escrever andam juntos; como é que ele podia perder uma coisa e não a outra?

Pecha-Kucha: abaixo às apresentações chatas

Sabe quando você vai a uma reunião que tem uma apresentação que interminável? São dezenas de slides desnecessários e você fica com tanto sono que não consegue prestar atenção a nada do que está sendo dito? Chega disso! O movimento Pecha Kucha (onomatopéia japonesa para "barulho de conversa") defende a idéia de que uma apresentação ideal deve ter no máximo 20 telas, com 20 segundos cada. Nascido para dinamizar situações formais, o movimento evoluiu e hoje já são organizados eventos que utilizam a técnica até mesmo para apresentações artísticas.