Fanfics

Não é porque o livro acaba, que a história termina. No gênero conhecido como fanfiction, ou fanfic, leitores dão asas a sua imaginação e continuam as aventuras de seus personagens favoritos do mundo da ficção, o que oferece um modelo de publicação alternativa e uma grande rede de interação online.

“A fanfic situa-se nas margens do grande esforço criativo do mainstream e questiona o conceito pré-estabelecido do que é ser um escritor; do significado de propriedade intelectual, criatividade, originalidade, ‘apropriação’; e limites tradicionais que cercam esses conceitos, bem como toda a questão polêmica de direitos internacionais. Como editora e filha de um artista, eu não tenho uma relação fácil com os passos das fanfics, particularmente as baseadas em romances, em vez de TV ou filmes.”, disse Anna von Veh,  editora que descobriu uma autora promissora através de um site de fanfic, em um artigo na Publishing Perspectives.

“In many ways, fanfiction is, and has been for many years, ahead of its time in terms of its embrace of the possibilities and potential of digital technology, of community and niche interests, its very questioning of established domains of knowledge and ‘right/s,’ and its acknowledgement of the role reading plays in writing”, afirma.

Esse tipo de narrativa encoraja leitores a interagirem com os próprios autores, o que pode se tornar uma ferramenta bem útil.  O agente literário de J.K.Rowling, autora da famosa saga Harry Potter, por exemplo, disse que a escritora se sente lisonjeada pelo fato das pessoas quererem escrever suas próprias histórias, como foi noticiado nesta matéria da BBC.


Be Sociable, Share!

Tags:

Comments are closed.